E-commerce: conheça alguns indicadores para 2016.

ecommerce

Os indicadores de 2015, e as expectativas para o ano de 2016.

A crise econômica de 2015 não afetou o segmento de e-commerce no Brasil. O e-commerce brasileiro deve crescer acima de 17% em 2016 e deve faturar R$ 55 bilhões, segundo a previsão do ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico). O ano deve registrar 190 milhões de pedidos nas lojas virtuais, com pedidos na média de R$ 295. As compras realizadas através dos smartphones devem representar 29% do total de pedidos, comparado aos 19% em 2015, o que torna as vendas por dispositivos mobile ainda mais importante para os varejistas brasileiros. No ano de 2015, o setor cresceu mais de 20% em relação ao ano anterior e obteve um faturamento de R$ 48 bilhões, o ano teve o fechamento com mais de 150 milhões de pedidos em uma média de R$ 310 por pedido.

O presidente da ABComm, Mauricio Salvador, comenta que a conveniência do consumo online será o grande fator desse crescimento: As facilidades oferecidas pelas lojas virtuais, como promoções, comodidade e preços mais em conta, seguem como atrativos para os consumidores, projetando um crescimento que nem mesmo a situação econômica no Brasil, irá impedir.

O aumento do uso de smartphones para efetuar novos pedidos

O diretor executivo da E-bit, André Ricardo Dias, aponta que a jornada do consumidor online certamente será impactada de maneira cada vez mais intensa pelos dispositivos móveis, afinal os smartphones estão nas mãos dos consumidores em praticamente 90% do tempo.  E com base nesses dados é extremamente necessário que as lojas virtuais sejam sites responsivos (adaptáveis a telas de diversos tamanhos), e serão essenciais em 2016 para as grandes e pequenas lojas virtuais que desejam atrair cada vez mais consumidores e realizar novas vendas, principalmente para as lojas físicas que já atuam no mercado algum tempo e possuem a pretensão de alavancar os seus ganhos começando a trabalhar com o e-commerce.f

Credibilidade em jogo

É muito importante procurar uma empresa idônea e séria, para realizar o desenvolvimento do seu e-commerce, pois é quase inevitável que um dia não surja algum problema com a plataforma de venda virtual, e devido a isto, é necessário realizar a correção destes problemas de forma rápida e eficaz, para não impactar na credibilidade e imagem da loja online. Um exemplo disto é que se fosse uma venda realizada pessoalmente, o cliente encontraria um jeito de contornar o problema, procurando outras formas de pagamento ou buscando outra solução, mas, dentro do e-commerce, se der algum erro, não há muito o que fazer até que o problema seja solucionado. Isso implica em menos vendas e perda de confiança e credibilidade na concepção do cliente.

Infraestrutura e cuidados com o desenvolvimento

É muito importante entender quais são as reais necessidades para o desenvolvimento do e-commerce e qual é a melhor solução de desenvolvimento e infraestrutura para a criação deste novo e-commerce, pois uma solução construída com os requisitos errados, de forma precipitada, e afim de reduzir custos sem uma avaliação técnica e profissional de qualidade, poderá trazer prejuízos financeiros futuramente. Tais prejuízos serão percebidos:

1 –  Quando a loja necessitar criar novos componentes e customizações com intuito de melhorar a relação com o cliente, e não houver estrutura para isto;

2 – Quando o e-commerce tiver conquistado muitos clientes e o servidor não conseguir comportar com o nível de acesso e de requisições;

3 – Quando houver necessidade de um suporte técnico personalizado (Obs: mais utilizado por clientes que não possuem conhecimento em Programação/TI) e uma atenção especial para o modelo de negócio do lojista e tais serviços não serem ofertados de forma eficiente e com qualidade.

Acessem a nossa página logo abaixo:

www.vasconcellossolutions.com